VMonteiro
93 11 82

Вријеме  7 сата 58 минуте

Број тачака 2319

Uploaded 13.10.2017.

Recorded октобар 2017

-
-
1.872 m
1.017 m
0
6,0
12
24,0 km

Погледана 503 пут(a), скинута са сервера 8 пут(a)

близу Borda do Campo, Paraná (Brazil)

O Caminho do Itupava é uma das 68 Unidades de Conservação do Estado do Paraná, gerenciadas pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e seu trajeto de 22 quilômetros está entre os municípios de Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, e Morretes, no litoral do Paraná.

Dificuldade: Difícil - Nós fizemos essa trilha após um dia muito chuvoso, então estava bem escorregadio.

Este tracklog passa pelos principais pontos do Caminho do Itupava, nós fizemos o caminho inteiro pela trilha original. Apenas da casa do Ipiranga até a roda d’agua caminhamos pelo trilho do trem.

História do Caminho do Itupava

Originário de trilhas indígenas, o Caminho do Itupava é o caminho mais antigo do Paraná e, portanto, preserva um pouco da história da colonização do Paraná. A antiga Trilha do Itupava foi muito utilizada pelos jesuítas, comerciantes, aventureiros e apesar das diversas dificuldades que apresentava, era o meio mais rápido de se cumprir o trajeto Curitiba – Litoral durante a época colonial, por volta de 1625. Sendo assim, foi por muitos séculos, a principal ligação entre a planície litorânea e o alto planalto paranaense, desde o século XVII até a conclusão da Estrada da Graciosa em 1873 e a efetivação da Estrada de Ferro Curitiba – Paranaguá em 1885.
Seu trajeto iniciava no atual Largo Bittencourt (Círculo Militar), seguindo em direção leste passando pelo Bairro Alto, rio Palmital, Borda do Campo e adentrando-se na Serra do Mar Paranaense. Quase todo seu percurso é pavimentado com pedras, colocadas por escravos no período de 1625 – 1654 e apesar do calçamento original ser atribuído aos padres jesuítas, afirma-se que o dinheiro investido no Caminho do Itupava foi arrecadado através de uma espécie de pedágio da época, denominado “barreira”, construída nas margens do rio que deu nome ao caminho, o Rio Itupava.
O capital cobrado dos tropeiros e viajantes era destinado à manutenção do trecho serrano que, devido ao relevo acidentado, encarecia de estrutura. Seu ponto final é onde os rios Mãe Catira e Ipiranga se encontram e formam o Rio Nhudiaquara, onde os usuários do caminho seguiam pelos rios com pequenas canoas para Morretes, Antonina e Paranaguá, as principais cidades do litoral do Paraná que atualmente atraem muitos turistas devido ao seu charme, tranqüilidade e suas características históricas, culturais e gastronômicas, principalmente!
O trajeto proporciona contato íntimo com a natureza exuberante da Serra do Mar, passando por riachos de águas límpidas, árvores gigantescas, bromélias e orquídeas das mais variadas espécies, borboletas, pássaros, pequenos animais, belíssimas cachoeiras, paisagens maravilhosas e o prazer indescritível de caminhar na mata fresca e sombreada do trecho de Mata Atlântica mais preservado do Brasil.
Além das paisagens naturais, os visitantes também podem contemplar as belezas construídas há muitos anos como o Santuário de Nossa Senhora do Cadeado, a Casa do Ipiranga, a Estação Marumbi. Em Quatro Barras, o Itupava é reconhecido como um dos principais pontos de visitação, fazendo parte do Roteiro Caminhos Históricos da Serra, juntamente com atrativos como a Estrada da Graciosa e o Morro do Anhangava, um dos principais campo-escolas de escalada do Brasil.
slika

Início Da trilha

slika

Pedreira Desativada

slika

Cachoeira do Anhangava

slika

Placa Itupava

slika

Ponte de Madeira

slika

Vista para o Anhangava

slika

Janela para o Pão de Loth

slika

Gruta do Itupava

slika

Ponte Suspensa

slika

Casa do Ipiranga

fontana

Cachoeira

slika

Nossa Senhora do Cadeado

slika

Estrada do Marumbi

slika

Porto de Cima

Morretes

Коментари

    You can or this trail