Преузми

Дужина

11,31 km

Акум. висина

1.000 m

Степен тешкоће

Тешко

низбрдо

956 m

Max elevation

2.959 m

Trailrank

73 5

Min elevation

2.133 m

Trail type

One Way

Број тачака

6688

Uploaded

13. мај 2021.

Recorded

мај 2021
  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
Be the first to clap
2 коментар(а)
 
Подијели
-
-
2.959 m
2.133 m
11,31 km

Погледана 159 пут(a), скинута са сервера 4 пут(a)

близу Sallent de Gállego, Aragón (España)

VÊ AS NOSSAS FOTOS PARA INSPIRAR A TUA PRÓXIMA AVENTURA
Never Stop Exploring
Caminhantes, trails to inspire your next adventure



ASCENSÃO E TRAVESSIA DA GRAN FACHA OU CUSPIDEIRA DE BACHIMAÑA (#1CUME 3005M)

Imponente atividade de alpinismo em forma de travessia nos Pirenéus Aragoneses, desde Refugio de Respomuso até ao Refugio de Bachimaña com ascensão da Gran Facha ou Cuspideira de Bachimaña, com 3005 metros de altura. A cansativa e dura atividade, consistiu na transposição do maciço, num terreno misto de neve, gelo e rocha, através de uma aresta aérea e algo descomposta, que, por alguns momentos, exige a ajuda das mãos. A Gran Facha é um dos cumes fronteiriços entre Espanha e França com mais de três mil metros de altura, separa as bacias de Piedrafita e Bachimaña, posicionando-se entre os maciços de Balaitous e Vignemale. Sua elegante forma piramidal chama a atenção e é também o vértice dos cumes que formam os Circos de Piedrafita, Panticosa e Marcadau. A origem do nome está na palavra Faxa, Faixa (Aragão), Faisha (Occitano), estreita franja de terreno suspensa sobre uma escarpa vertical.

A presente trilha pode não ser adequada para trekking de verão, foi realizada em terrenos mistos de neve, gelo e rocha que requer equipamento técnico específico e alguma experiência em alpinismo para uma ascensão bem sucedida. É um percurso com subidas bastante exigentes fisicamente e com troços onde existe um bom número de subidas e descidas com muita exposição, o que não é recomendado para quem sofre de vertigens ou falta de experiência neste tipo de terreno. Ter sempre em consideração as condições meteorológicas do dia, pois em alta montanha as mudanças são rápidas: baixas temperaturas, nevoeiros cerrados, nevões e fortes ventos que acumulam neve em pontos perigosos que podem originar avalanches…




Madrugamos! Espera-nos uma longa e cansativa atividade em neve primaveril… O pequeno almoço foi preparado e deixado de véspera pelo guarda do refugio. Saímos do Refugio de Respomuso (2220m) aos primeiros raios de sol, seguindo as indicações atrás do refúgio, tomamos o caminho para a Gran Facha. O início do percurso é bastante acessível, é um caminho bastante usado, faz parte da GR11 - Senda Pirenaica, que se mantém mais ou menos em baixa altitude, perfeito para estimular as pernas.

Passamos perto dos Ibónes de las Ranas, que estão à nossa direita, pouco depois chegamos ao Embalse de Campo Plano, colocamos os crampons e contornamos pela margem esquerda a albufeira. Atravessamos as águas que chegam desde o Barranco de Campo Plano e começamos a subir o desfiladeiro para os Ibónes de la Facha. Ao inicio a subida não é muito ingreme, mas os últimos metros tornam-se mais ingremes e a neve primaveril desgasta-nos rapidamente.

Atravessamos, com cuidado, o lago de La Facha que se encontrava gelado. Resta-nos uma última subida bastante ingreme até ao Collado de la Facha (2664m), que fomos fazendo em ziguezague com algumas paragens pelo meio para recuperar do penoso esforço. Esta colina divide os vales que levam, de um lado, a Respomuso e do outro ao refúgio Wallon, em Cauterets, especificamente ao vale de Marcadau, na confluência dos barrancos provenientes do Col de la Facha, do Puerto de Marcadau e do Lago de Arratille.



Fizemos uma breve pausa, aqui temos vistas espetaculares, para trás, Embalse de Respomuso e para a frente, Valle do Marcadau, já em território francês. As rajadas de vento não permitiam mais demoras. Colocamos o capacete, trocamos os bastões pelos piolets e enfrentamos a aresta oriental da Gran Facha. A partir daqui começa a parte mais técnica, que sem ser complicada e dependendo das condições do terreno, exige sempre algum cuidado, trata-se de um terreno decomposto e o material rochoso solta-se facilmente. No nosso caso encontramos um terreno misto de neve, gelo e rocha. As marcas nem sempre foram visíveis, pois estavam cobertas pela neve o que dificultou ainda mais a progressão.

À medida que ganhamos altitude o terreno fica mais acidentado e temos de usar as mãos algumas vezes, a sensação de verticalidade começa a estar presente e algumas zonas são mais expostas, com passos de IIº e IIIº onde qualquer queda poderá ser fatal. Ultrapassadas, sem grandes dificuldades técnicas, mas deveras abrupta e aérea, a merecer todo o cuidado principalmente devido às rajadas de vento que se faziam sentir, resta-nos uma pequena crista até ao cume da Gran Facha (3005m). Chegamos! No cume da Gran Facha encontramos um pequeno nicho onde em tempos estava uma bonita imagem da Virgen de las Nieves e da qual agora apenas resta o nicho. Parece ser costume lá realizarem uma missa anual em memória dos montanhistas falecidos. As vistas de 360º são avassaladoras, identificamos alguns picos icónicos: à frente, o Vignemale, atrás o Balaitous, Frondiellas e o Midi d' Ossau, num dos lados Picos dos Infiernos e do outro o refúgio de Wallon e uma série de lagos em cadeia…



Aproveitamos o lugar icónico para almoçar. Uma breve pausa, apesar da apetência do lugar, as rajadas de vento tornavam desagradável a permanência no local. Além de que é preciso partir, ainda nos falta uma longa e difícil etapa até ao Refugio de los Ibónes de Bachimaña. Decidimos fazer, no sentido inverso, os 100 metros da crista final, e descer pelo longo canal sul até ao Collado Sur Gran Facha.

Agora queríamos descer a chaminé, mas encontramos o que na verdade já esperávamos, uma enorme cornija que nos deixou bastante desconfortáveis para a decisão de descer o canal. Procuramos outras alternativas, como tínhamos corda, colocamos a hipótese de fazer rapel do outro lado do collado. Fomos junto de um maciço rochoso para avaliar a hipótese do rapel, mas também aqui ficamos desconfortáveis para colocar a ancoragem, o material rochoso solta-se facilmente. Daqui, tivemos outra perspetiva da chaminé/canal e da cornija que nos levou a tomar a decisão de descer o canal. Voltamos ao lado direito do Collado Sur Gran Facha e começamos a descer por baixo da cornija, a Chimenea(Canal). Descemos o mais rápido possível, no canal é visível a neve que foi caindo em pequenas avalanches, só descansamos quando afastamo-nos o suficiente da cornija. Depois fomos descendo paulatinamente até alcançarmos o Ibón de Pecico.

Contornamos o lago (Ibón) de Pecico, completamente gelado, pela margem esquerda e seguimos para o Ibón de Pecico de la Canal, este quase completamente gelado. Continuamos pela margem esquerda do lago e intersetamos a GR11 - Senda Pirenaica (Vem de Puerto de Marcadeau), que serviu de fio condutor até à Majada de la Canal. Aqui, baixamos em direção ao Embalse de Bachimaña Alto, atravessamos o barranco e voltamos a intersetar a GR11, que contorna o Embalse de Bachimaña Alto e Embalse de Bachimaña Bajo. Seguimos o desvio à esquerda, que passa no dique da albufeira, para ascender ao Refugio de los Ibónes de Bachimaña (2200m), local de termino desta jornada.





FICHA TÉCNICA
Realização: 8 maio de 2021
Percurso: Refugio de Respomuso - Campo Plano - Collado de la Facha - Gran Facha (3005m) - Collado Sur Gran Facha - Majada de la Canal - Refugio de los Ibónes de Bachimaña
Distancia: 11,3 km
Duração: 10h51min
Tempo em movimento: 3h06min
Tempo parado: 7h45min
Movimento médio: 1,0km/h
Acumulado positivo: 1124m
Acumulado negativo: 1054m






Se gosta das nossas trilhas adiciona a tua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes
Orijentir

REFUGIO DE RESPOMUSO

Orijentir

IBÓNES DE LAS RAÑAS

Orijentir

EMBALSE DE CAMPO PLANO

Orijentir

IBONES DE LA FACHA

Orijentir

COLLADO DE LA FACHA

Orijentir

GRAN FACHA (3005M)

Orijentir

COLLADO SUR GRAN FACHA

Orijentir

CHIMENEA(CANAL)

Orijentir

IBÓN DE PECICO

Orijentir

IBÓN DE PECICO DE LA CANAL

Orijentir

MAJADA DE LA CANAL

Orijentir

EMBALSE DE BACHIMAÑA ALTO

Orijentir

EMBALSE DE BACHIMAÑA BAJO

Orijentir

REFUGIO DE LOS IBÓNES DE BACHIMAÑA

2 коментар(а)

  • Слика од PicosAlpinos

    PicosAlpinos 24.06.2021.

    Excelente descrição!

  • Слика од Caminhantes

    Caminhantes 25.06.2021.

    Obrigado pelo comentário e avaliação da trilha. Boas caminhadas.

You can or this trail